Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

Sebastian Vettel tri-campeão do mundo de F1

por A-24, em 25.11.12

O alemão Sebastian Vettel tornou-se neste domingo, aos 25 anos e 145 dias, o mais jovem tricampeão mundial de Fórmula 1, destronando um recorde que pertencia a Ayton Senna (fez o tri em 1991, aos 31 anos).

No Grande Prémio do Brasil, em Interlagos, o título só ficou decidido nas últimas voltas, quando ficou claro que o sexto lugar era suficiente para o alemão ser campeão pela terceira vez seguida - Alonso foi segundo na última corrida do ano.
Numa corrida com dois candidatos ao título (e em que o vencedor seria o mais jovem tricampeão de sempre), Vettel partiu em vantagem. Não só porque tinha mais 13 pontos do que Alonso, mas também porque largava do quatro lugar, enquanto o espanhol saía do sétimo.
Vettel tinha tudo a seu favor. Só que as coisas complicaram-se para o alemão logo na partida, quando foi ultrapassado por Alonso. E pioraram quando sofreu um toque de Bruno Senna, que o relegou para último posto.
A partir daí, Vettel iniciou uma fulgurante recuperação, numa corrida emocionante e marcada por várias paragens dos pilotos nas boxes (a chuva foi uma constante) e pela entrada do safety car em pista.
Ao fim de 71 voltas, Jenson Button (McLaren) venceu a corrida, mas a glória ficou para Sebastian Vettel, que se junta a Jack Brabham, Jackie Stewart, Niki Lauda, Nelson Piquet e Ayrton Senna no lote de tricampeões mundiais.
Alonso terminou a corrida em segundo lugar e ficou a três pontos do título, no que cada vez mais parece uma sina do espanhol. Depois de ter sido campeão em 2005 e 2006, o asturiano já ficou um par de vezes à porta do título.
Já Vettel prossegue a sua caminhada para ficar na galeria dos mais notáveis entre os notáveis da Fórmula 1.
O alemão que não gosta de ser comparado a Michael Schumacher teima em seguir os passos do compatriota e em tornar mais adequado do que nunca o epíteto de Baby Schumi, como é conhecido na Alemanha.
O título conquistado por Vettel neste domingo faz dele o terceiro piloto a ganhar três campeonatos consecutivos, algo que não acontecia desde que Schumacher o conseguiu no início da década de 2000. Schumi despediu-se definitivamente da Fórmula 1 com um sétimo lugar nesta corrida.

Um talento precoce
A marca mais evidente da carreira de Vettel é a precocidade. Como muitos outros pilotos, iniciou-se muito cedo nos karts. Aos três anos, já conduzia a brincar e aos sete estreou-se em provas a sério. Foi campeão alemão e europeu de karting, antes de passar para a Fórmula BMW, que venceu em 2004 com triunfos em 18 das 20 corridas. Seguiu-se a passagem pela Fórmula 3, onde encontrou adversários como Lewis Hamilton, tendo sido quinto em 2005 e segundo em 2006. Esse ano marcou também a primeira estreia de "Seb" na F1. Participou nos treinos livres do GP da Turquia pela BMW, sendo o mais novo (19 anos e 53 dias) a fazêlo, numa sessão em que também foi o mais rápido... a ser multado. Ultrapassou o limite de velocidade (60 km/h) ao sair da boxes e teve de pagar 1000 dólares. Ainda em 2006, causou boa impressão ao ser o mais rápido na sessão de treinos livres de sexta-feira no GP de Itália.
Os bons indicadores tiveram consequência em 2007, ano em que finalmente Vettel se estreou numa corrida. Então piloto de testes da BMW, foi chamado para ocupar o lugar de Robert Kubica (a recuperar de um acidente) no GP dos EUA e mostrou novamente serviço, ao terminar em oitavo, tornando-se o mais jovem de sempre (19 anos e 349 dias) a pontuar na F1. Não foi, por isso, surpresa quando ainda em 2007 a Toro Rosso o contratou para o lugar de Scott Speed.
Da Toro Rosso saltou para a Red Bull, pela qual viria a tornar-se o mais jovem campeão mundial, em 2010. No ano seguinte, repetiu o recorde de precocidade, ao ser o mais novo bicampeão, proeza que agora repete como tricampeão.
Conhecido pelo bom humor (é o "palhaço" no paddock e gosta de dar nomes aos seus carros) e pela humildade, Vettel detém agora quase todos os recordes relacionados com a idade, Além de ser o mais jovem campeão, bicampeão e tricampeão mundial, foi o mais novo de sempre a ganhar um Grande Prémio, a conseguir uma pole position, a subir ao pódio e a pontuar, entre outras façanhas menores.

Comentário de um espanhol realista no jornal Marca: ALONSO......HASTA HOY, te respetaba más como persona...... pero en fin, uno debe mostrar su grandeza en su derrota, cosa que tu no has hecho..... te has olvidado de la caja de Massa en la carrera pasada, y del SC primero en la carrera de hoy..... DAS LÁSTIMA...... desde tu último campeonato, has corrido en los dos PRINCIPALES EQUIPOS de la HISTORIA y no has GANADO NADA........ hoy has tenido TODO a TU FAVOR..... Golpe y trompo de Vettel que lo dejan último, lluvia, un SC inentendible, error de táctica de equipo, error al hacerle esperar en boxes mientras preparan las ruedas, un compañero que le atacaba, abandono de los dos primeros que acerca a Alonso al liderato, MASSA que te deja pasar...... y aún así has perdido y te quejas de GROSJEAN...... dás LÁSTIMA......