Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A-24

O smog de Atenas

por A-24, em 11.01.13

A notícia já tem algumas semanas: na Grécia, sobretudo em Atenas, o ar tornou-se irrespirável e cheira a queimado um pouco por toda a parte, porque os gregos queimam madeira para se aquecerem (tudo o que conseguem, desde árvores a móveis velhos), em vez de continuarem a recorrer aos meios tradicionais.
Várias instituições, de ministérios a associações de médicos, lançam apelos para que deixem de o fazer e alertam para os perigos de doenças respiratórias e cardíacas, ou mesmo cancerígenas, bem como para efeitos nocivos para os sistemas neurológicos e reprodutivos.
«Mas não nos dão conselhos», comenta-se hoje num site grego, «para encontrarmos dinheiro para pagarmos as facturas de aquecimento, que subiram em 50% quando comparadas com as do ano passado».
«Por isso, sentamos-nos em frente da lareira ou do fogão e tossimos. Tossimos sem sabermos se a causa da nossa tosse é uma virose de inverno, uma simples constipação ou partículas letais invisíveis. Os nosso pulmões produzem sons, mas não como os de um gato feliz. Chiam por causa do tempo, dos vírus ou da poluição do ar.
Mas quem se importa? Pelo menos vamos morrer ... aquecidos. Porque existe a terrível possibilidade de, no próximo ano, não termos nem uma casa, nem um sítio para fazer fogo.»

Europa, 2 de Janeiro de 2013 
(Via Entre as Brumas da memória)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.