Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

O "carniceiro da Bósnia" sentou-se no banco dos réus

por A-24, em 16.05.12
O julgamento do antigo chefe militar dos sérvios da Bósnia Ratko Mladic, acusado do massacre de Srebrenica, em Julho de 1995, começou nesta quarta-feira de manhã no Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia, em Haia, na Holanda.

O antigo general, de 70 anos, está no tribunal desde as 9h locais (8h em Portugal continental), numa audiência em que a acusação faz uma declaração inicial que prossegue na quinta-feira.

O acusado não deve falar nesta ocasião, segundo o seu advogado Branko Lukic. Depois da audiência de quinta-feira, o julgamento vai ser retomado a 29 de Maio com a apresentação da primeira testemunha de acusação.

Detido a 26 de Maio de 2011, na Sérvia, após 16 anos de fuga à justiça internacional, Ratko Mladic é acusado de crimes cometidos pelas suas tropas durante a guerra da Bósnia – o conflito armado provocou, entre 1992 e 1995, mais de cem mil vítimas mortais.

Mladic é acusado de genocídio, de crimes contra a humanidade e de crimes de guerra. O antigo general, que a defesa diz estar doente, vai responder nomeadamente pelos crimes cometidos em Srebrenica: as forças sérvias da Bósnia mataram oito mil homens e jovens muçulmanos, no pior massacre levado a cabo na Europa desde o fim da Segunda Guerra Mundial.
Público