Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A-24

Multimilionário liberal quer ser primeiro-ministro e levar o seu país para a zona do euro

por A-24, em 16.08.11
Mikhail Prokhorov, multimilionário russo que dirige o partido Causa Justa (ou Causa de Direita), declarou hoje que está pronto a ser primeiro-ministro da Rússia e quer ver o seu país na região de Schengen e na zona do euro.
“Acho que darei conta do trabalho de primeiro-ministro. Trata-se de uma espécie de diretor-geral, só que de um grande país”, afirmou ele numa conferência de imprensa.
Porém, Prokhorov assinalou que “não posso ser primeiro-ministro com programas em que não acredito”.
O multimilionário anunciou que no programa do seu partido irá propor a criação de uma Grande Europa com a integração da Rússia na região de Schengen e na zona do euro.
“O resultado da simbiose deve ser a formação de um novo pólo com poder de concorrência da economia mundial, sem as fraquezas inerentes à Europa e Rússia quando separadas”, acrescentou.
Segundo ele, “cada país, no processo da formação do mundo, deve ter uma estratégia agressiva de desenvolvimento. Não falo por todo o mundo, mas tenho um plano definido para a Rússia. Ele será exposto pormenorizadamente no meu programa, mas o sentido consiste em que é preciso voltar à velha nova ideia da criação da Grande Europa de Lisboa até Vladivostoque”.
“Considero que o nosso país deve dar um passo decisivo para a aproximação com a Europa, que é constituído por dois postulados importantes. O primeiro é a adesão a Schengen e o segundo consiste em entrar na zona do euro”, precisou um dos homens mais ricos da Rússia e do mundo.
Prokhorov considera, ao contrário dos dirigentes russos, que “o rublo está ligado aos lucros do petróleo e gás e não tem possibilidades de se transformar sequer numa divisa regional”.
A realização desta ideia, defende este político, contribuirá para a superação da crise sistémica que atravessa a economia global.
“No futuro, o mundo irá desenvolver-se em torno de três potentes centros: América com a América Latina, Grande Europa e China com a Região Asiática. Este modelo é o mais equilibrado e levará a humanidade a movas etapas”, considerou.
Mikhail Prokhorov acusou as autoridades de regionais de terem retirado os cartazes com propaganda do seu partido.
Segundo alguns analistas políticos russos, o Partido Causa Justa é um projeto elaborado no Kremlin a fim de neutralizar as forças políticas liberais que contestam a política dos atuais Presidente e primeiro-ministro russos, Dmitri Medvedev e Vladimir Putin. Público

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.