Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

Moldávia legaliza castração química para pedófilos

por A-24, em 14.11.12

CHISINAU – O Parlamento da Moldávia aprovou nesta terça-feira uma lei que institui que condenados por pedofilia, ou em determinados casos de estupro, devem ser submetidos à castração química, técnica que acaba com o desejo sexual e a fertilidade masculina.
A lei entrará em vigor no dia 1° de Julho deste ano e valerá também para estrangeiros. Em casos de estupro, a pena pode também ser aplicada, mas o aval será decidido caso a caso pela Justiça do país, segundo o texto da norma.
Valeriu Munteanu, parlamentar membro do Partido Liberal, defende a medida, afirmando que a decisão foi necessária após a indignação pública com diversos casos de pedofilia envolvendo criminosos dos EUA e do leste europeu, que aproveitam o país empobrecido para explorar o turismo sexual ou para praticar abusos.
A castração química é um procedimento que submete o paciente a altas doses de substâncias supressoras do hormona masculino testosterona, dosadas de três em três meses. Ao fim do tratamento, a libido do indivíduo e sua fertilidade são praticamente destruídas. (*)

Comentário do Roberto Cavalcanti (autor do texto):

(*) Uma tal lei aplicada em nosso contexto certamente suscitaria protestos veementes por parte da turma da "dignidade humana", dos "direitos humanos", da OAB, da Amnistia Internacional e de outros sectores alinhados com a mística do mínimo sofrimento do bandido e máximo sofrimento do cidadão de bem. Entendo que a pena é até benigna considerando a gravidade do crime cometido. Esta pena cairia bem para os potenciais molestadores infantis, ou seja, aqueles que coleccionam e transmitem pornografia infantil. A pena iria "cortar o barato" desses tarados infelizes. No caso de abuso infantil, entendo que a pena de morte aplicada dignamente é um remédio mais justo para a reparação à extensão do dano cometido 

* * * * * * *

Sem surpresa alguma, os mesmos grupos esquerdistas que se alinham contra a Igreja Católica no seu todo quando uns poucos homossexuais pedófilos (mascarados de Católicos) são apanhados em casos de pedofilia, alinham-se agora contra esta medida do governo Moldavo (equivalendo-a com a "tortura").
Nada revela de modo mais óbvio a estrutura moral duma pessoa que a sua reacção à perspectiva do Mal ser justamente condenado.

Fonte