Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

Mais uma “vitória chocante” do Tea Party

por A-24, em 17.06.14
Diário Económico


A extrema-direita acantonada no Partido Republicano dos EUA, conhecida pelo Tea Party, teve uma vitória tão inesperada quanto emblemática, depois de David Brat, membro daquela facção, ter derrotado Eric Cantor, candidato do aparelho partidário às primárias para as Intercalares de Novembro

A preguiça em investigar as fontes e a aceitação acritica de clichés dá nisto. Como já se viu nas eleições para o PE, tudo o que foge ao “consenso” (que pelos vistos não é assim tão consensual) e às nossas convições é “arrumado” nos extremos.

O Tea Party é um “chapéu de chuva” que agrupa muitas posições anti-establishent e cujo apoio é disputado por muitos – alguns verdadeiramente de extrema direita. Mas os maiores grupos ligados a esta corrente não apoiaram explicita nem financeiramente o Professor David Brat pese embora a identificação do programa eleitoral deste com que é defendido pelos “Tea parties”. A desproporção de meios era enorme. O seu opositor, o Congressista Eric Cantor, contou com um orçamento para a campanha 25 vezes superior. Por outro lado, quer as suas posições políticas quer o seu trabalho académiconão autorizam o seu posicionamento na extrema-direita. Mas isso não interessa para nada e o mito está criado e irá ser repetido ad nauseam.