Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A-24

Madeira foi quem mais cresceu em termos de PIB

por A-24, em 12.02.10
PS: Antes do buraco das contas públicas em 2011.

Em relação ao ano de 2008, o INE destaca que em termos nominais, o PIB da Madeira cresceu 2,6%. Em 1995, revelam ainda os dados do INE, o rendimento da Madeira estava 11% abaixo da média nacional. Actualmente está 28% acima dessa mesma média.
O maior crescimento registou-se, no entanto, na região Norte, com 2,7%. Já a região de Lisboa cresceu 2,1%, região Centro 2%, no Algarve 1,3%, nos Açores 1,6%, o mesmo crescimento registado no Alentejo. Refira-se, porém, que neste última região verificou-se um decréscimo 0,2%.
Os dados avançados pelo INE revelam também que a região Norte foi a que mais empobreceu nos últimos treze anos. Comparativamente às restantes regiões portuguesas cedeu terreno para o Alentejo, Açores. Actualmente a região Norte é aquela que apresneta o rendimento per capita é o mais baixo de Portugal.
No período em análise, Lisboa, que manteve o estatuto de região mais rica do país, simplesmente marcou passo. Ao longo dos últimos 13 anos Lisboa apenas subiu alguns pontos entre 1998 e 2005. Contudo, em 2008 (último ano para os quais há dados disponíveis e ainda provisórios), Lisboa acabou por regressar ao mesmo patamar de 1995, registando um rendimento 38% acima da média nacional.
O Algarve foi outras das regiões que se destacou pela negativa. De acordo com os dados do INE, entre 1995 e 2008, o Algarve caiu em termos de PIB per capita, tendo mesmo sido ultrapassada pela Madeira. O Algarve ocupa agora a terceira posição do 'ranking' nacional.
O Alentejo, que cresceu mais um ponto percentual, e os Açores, que subiram dez pontos percentuais, viram também as suas posições relativas melhoradas, com PIB per capita. Apesar deste crescimento continuam 6% e 11%, respectivamente, abaixo da média nacional.
Finalmente, e em relação ao Centro, os dados do INE revelam que o PIB desta região permaneceu praticamente inalterada ao longo de todos estes anos. No final do ano passado acusava um PIB per capita 15% abaixo da média nacional e muito longe do crescimento verificado na Madeira.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.