Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

Iraque 2014

por A-24, em 21.06.14
Bernardo Pires de Lima

É o velho problema do absolutismo de uma tese: chega a um ponto que cega o promotor. Tony Blair sabe que eliminar Saddam não chegou para fazer do Iraque o oásis do Médio Oriente e conhece bem as causas que fizeram de uma guerra rápida um pós-guerra traumático: falta de planeamento, desbaathização persecutória, desmembramento das forças de segurança, descrédito da cadeia de intelligence ocidental, falta de credibilidade dos iraquianos no exílio que influenciaram a invasão. Depois veio o pico da guerra civil em 2006/7, nova vaga de tropas americanas destacadas, muito dinheiro e armas a comprar a acalmia xiita-sunita e uma retirada negociada por Bush e cumprida por Obama, com o Afeganistão e Wall Street em brasa. O Iraque foi, então, entregue aos seus, alguns mais ocupados com perseguições étnicas do que em negociar compromissos