Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

Hamas rockets

por A-24, em 25.11.12
O Hamas lançou desde o início deste ano mais de 2000 rockets para o território israelita, sem contar com os últimos dias. A palavra rockets não ajuda a perceber muito bem do que se está a falar. Apresento então o primeiro dos bichinhos em causa:

O Qassam

Custa entre 600 a 800 euros a produzir. É muito fácil de construir, consiste num tubo metálico propulsionado por uma mistura de fertilizante e açúcar, com um alcance variável entre os 2 e os 25 km, carga explosiva de TNT e uma espoleta que pode ser um simples prego.
Como não é uma arma de precisão, para ter algum efeito destrutivo, terá de ser lançado para zonas com grande densidade de construção e população. O raio da explosão ronda os 5 metros.
Parece pouco? Sentem-se numa explanada no Chiado, por exemplo, e contem 5 metros para cada lado do sítio onde estão sentados. Sem nenhum sistema de alarme terão 30 segundos para se lembrarem de ir pagar a conta ao balcão ou o dia vai-vos correr mal.


Mais caros, foram “importados” do Irão, cópias das versões chinesa e russa, com um raio de explosão até 100 metros, são lançados por tubos e têm um alcance até 45 km. Façam o mesmo exercício mas não se preocupem com a conta que o dono do café não ficará vivo para se queixar.
Para além disto, podem imaginar a carrinha da escola levar com um 9M133 Kornet, que se destina a destruir tanques de batalha. Como aconteceu em 2011 em Israel.
31 da Armada