Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

Entrevista a Scolari: "Ronaldo é líder mas Figo foi o maior chefe de todos"

por A-24, em 16.05.12
Antigo seleccionador apoia Portugal no Europeu, troca emails com Paulo Bento e admite voltar ao futebol português.
Actual técnico do Palmeiras depois de ter sido seleccionador em Portugal entre 2003 e 2008, Luiz Felipe Scolari não esquece o ambiente do Europeu em 2004, mantém a paixão pelo País, elogia Paulo Bento e Ronaldo, mas distingue este último de Figo. "Foi o maior chefe de todos", comenta, sobre o ex-número 7.
Como avalia as possibilidades de Portugal no Europeu? Faz sentido falar em candidatura ao título? 
Faz sentido falar em candidatura depois da primeira fase. Porque a fase inicial das competições europeias é muito mais difícil que a do Mundial, onde estão 32 selecções, algumas com menos qualidade. Na Europa, o funil é mais estreito. Passando a primeira fase, em que enfrenta Alemanha, Dinamarca e Holanda, Portugal cresce como equipa, mesmo que alemães e holandeses sejam candidatos ao triunfo, tal como espanhóis e franceses. Aliás, o trabalho de Blanc tem sido espectacular, mostrou carisma, renovou a equipa, colocou-a a jogar bem e deu confiança. Lembra-me o de Joachim Low na Alemanha. Quanto a Portugal, o título é difícil, mas a selecção já cresceu como equipa com a renovação de contrato de Paulo Bento, pois isso dá tranquilidade.
Apesar do desgaste acumulado ao longo da época, Ronaldo é o principal símbolo da selecção portuguesa? 
Em termos de comparação, Cristiano Ronaldo é como Neymar no Santos actual: joga de manhã, se houver jogo à tarde quer lá estar e à noite outra vez! É fantástico, tem uma dedicação à parte física como vi em muito poucos jogadores até hoje. Mesmo em final de temporada, Ronaldo vai render o que sempre rendeu. Nesses primeiros dias depois do campeonato é preciso um cuidado especial, saber até que ponto dá para avançar ou segurar. Mas Portugal tem muito bons profissionais na área médica e o fisioterapeuta António Gaspar está entre os cinco melhores do Mundo. A lesão de Danny atrapalha um pouco, embora ele ainda não fosse titular absoluto. 
Esta selecção tem a mesma qualidade das que treinou? Porquê? 
Esta selecção ainda pode evoluir, crescer até ao Mundial'2014 e tornar-se uma equipa igual à que eu treinei. Na minha selecção havia jogadores excepcionais como Rui Costa, Deco, Maniche no seu auge, Ricardo Carvalho, Cristiano Ronaldo, o goleador Pauleta e o maior chefe de todos - Figo! Além de jogar, comandava. Foi uma das maiores lideranças que conheci. E, quando a situação ficava difícil, ele assumia. Sei que Cristiano é líder, não conheço alguns dos novos, mas creio que podem evoluir até 2014. No Brasil perguntam-me: ‘Trabalhou entre 2003 e 2008 com Portugal e nada ganhou?' Esquecem que, para o treinador de uma selecção, o apuramento para o Euro é um título. Enfrentam-se grandes equipas e ficamos entre os 16 melhores da Europa. Quando se chega a este patamar vê-se que valeu a pena. É outra cultura.
link