Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

Dia dos namorados. Noite dos solteiros!

por A-24, em 15.02.13

Factos de treino

Há um dia no ano em que os predadores estão mais ávidos que nunca e as presas sentem-se vulneráveis, dispostas a baixar a guarda e deixarem-se apanhar. O luar ilumina a noite para que todos fiquem a descoberto, o chão está cheio de objectos sonoros que denunciam cada passo. Os planetas alinham-se para a caçada e beneficiam os caçadores… Sorriam solteiros tarados, chegou mais um dia dos namorados!

Ao contrário do que se pensa, este é – de longe – o melhor dia do ano para se estar solteiro. Para todos os comprometidos o dia dos namorados significa apenas uma de duas coisas: despesa ou chatice. Se não querem ter chatices e sofrer represálias (e atenção que ao nível da tortura, qualquer mulher mete o exército norte-americano num chinelo), é melhor que se metam em despesas.

E não sejam burros ao ponto de acreditar que elas são muito modernas e também não ligam a este dia super comercial. Em “mulherês” a frase: “deixa estar querido, não te preocupes porque eu também não ligo nada a isso“, não significa mais que: “Experimenta ó palhaço… experimenta e vais desejar ter nascido capado!“.

Já para os solteiros este é um dia de oportunidades. Acordam frescos pela manhã e com a boa disposição de quem sabe que o mundo está cheio de amigas que, esta noite, vão precisar de algum conforto. Das mais sensíveis, às mais determinadas, todas estão disponíveis para jantar com amigos que também estão solteiros, esquecendo-se – por artes mágicas – que eles continuam a ser homens, básicos e… predadores!

Esta rapaziada não gasta em flores, não precisa de restaurantes caros e está disponível para ouvi-las falar dos seus problemas, das relações falhadas, de como são ridículos os casais e de como é melhor estar assim entre amigos.
Isto tudo enquanto vai enchendo o copo e fechando o cerco… sim, porque daqui nada ela vai estar lá fora, a cambalear de braço dado com ele, divertidíssima e a minutos de achar que num mundo perfeito, aquela maravilhosa amizade poderia acabar em sexo descomprometido. Ela não acha isso… mas o álcool acha e não vai ser o amigo solteiro a contrariar isso.

Desenganem-se as mulheres, desenganem-se os casais…
Valentim foi o gajo que inventou esta estratégia para garantir que pelo menos um dia no ano, não ía para casa sozinho ver canais pagos. Esta data assinala apenas uma justa homenagem e um agradecimento sincero.

O dia pode ser dos namorados… mas a noite, essa, é dos solteiros!
Grande Valentim!