Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A-24

Cronologia das mortes no futebol

por A-24, em 16.04.12
Após o final de semana passado, marcado pela morte do italiano Piermario Morosini, do Livorno, o Público ordenou uma cronologia sobre as mortes em campo.

1973
"PAVÃO"

O futebolista do FC Porto sofreu uma paragem cárdio-respiratória aos 13 minutos de um jogo frente ao Vitória de Setúbal, a contar para a 13ª jornada do Nacional da 1ª divisão.

1977

RENATO CURI
O futebolista do Perugia caiu inanimado aos 50 minutos de um jogo frente à Juventus. A sua morte é justificada devido a uma malformação cardíaca congénita.

1980

OMAR SAHNOUN
O futebolista internacional francês Omar Sahnoun, de 24 anos, morre após uma crise cardíaca, no decorrer de um treino que realizava em Bordéus.

1987

PAULO NAVALHO
O futebolista do Atlético, de 20 anos, sofreu um enfarte agudo do miocárdio nos minutos iniciais do jogo-treino, frente à equipa do Al-Jazir (Emirados Árabes Unidos).


1989

SAMUEL OKWARAJI
O futebolista, internacional nigeriano, morre em pleno campo, num jogo frente a Angola. A causa da morte ficou por determinar.

1995

AMIR ANGWE
O futebolista nigeriano, de 29 anos, cai inanimado no jogo da meia-final da Taça das Taças de África. O jogador morreria pouco depois do final do jogo.

1997

HEDI BERKHISSA
O avançado tunisino de 24 anos sofreu um ataque fulminante no último minuto do jogo particular entre a sua equipa Esperance e os franceses do Lyon, no estádio Chedli Zouiten, na Tunísia.


2000

JOHN IKOROMA

O internacional júnior nigeriano morre devido a uma paragem cárdio-respiratória durante um jogo particular frente aos Emirados Árabes Unidos e onde o jogador fazia um teste para o clube Al-Wahda.

PAULO SÉRGIO
Paulo Sérgio, de 22 anos, sofreu uma paragem cardíaca, aos 22 anos, durante uma partida do Campeonato Distrital de futebol do Inatel de Viseu.

2002

STEFAN TOLESKI
O futebolista macedónio morre devido a uma paragem cárdio-respiratória, durante um jogo da sua equipa (FK Napredok).

LANDU NDONBASI
O futebolista congolês, de 36 anos, do Oliveira de Frades morreu por causas desconhecidas, durante um encontro da I Divisão da Associação de Futebol de Viseu, frente ao Oliveira de Douro.

2003

MARC-VIVIEN FOÉ
O jogador internacional camaronês caiu inanimado no relvado, aos 72 minutos do jogo da Taça das Confederações, entre os Camarões e a Colômbia. O jogador viria a falecer nos balneários, depois de nunca ter recuperado a consciência, e vítima de um aneurisma, de acordo com a autópsia.

2004

MIKLOS FEHÉR
O avançado húngaro do Benfica (24 anos), vítima de paragem cárdio- respiratória, caiu inanimado no tempo de compensação do jogo da 19ª jornada da Superliga portuguesa de futebol, frente ao Vitória de Guimarães.

SERGINHO
O avançado do São Caetano, morreu durante um jogo do campeonato brasileiro contra o São Paulo quando sofreu um ataque cardíaco aos quinze minutos do segundo tempo do jogo. O jogador, que iria fazer 30 anos, caiu inaminado em campo, tendo sido feitas manobras de reanimação, mas acabou por morrer cerca de cinquenta minutos mais tarde depois de ter sido levado para o hospital. O São Caetano foi punido com a retirada de 24 pontos uma vez que o clube já sabia que o jogador tinha problemas cardíacos. 

BRUNO BAIÃO
Meia hora após o treino, o júnior do Benfica (19 anos) recebeu um telefonema do seu empresário Paulo Barbosa sobre o seu futuro contrato profissional com o clube e, pouco depois, sofreu uma paragem cardio-respiratória, mas foi reanimado. Foi levado para o hospital onde veio a sofrer uma nova paragem e, após quatro dias em coma profundo, morreu.

2005

HUGO CUNHA
O médio da União de Leiria, de 28 anos, morreu subitamente, devido a uma possível paragem cárdio-respiratória, quando jogava futebol com amigos em Montemor, Alentejo.

2007

ANTONIO PUERTA
O defesa esquerdo do Sevilha morreu em consequência dos danos causados pelas paragens cardíacas, que lhe provocaram profundas lesões cerebrais e disfunções multi-orgânicas. O internacional espanhol foi internado após sofrer paragens cardíacas durante o jogo da Liga espanhola com o Getafe. 

ANGEL ARENALES
O jogador de 31 anos da equipa de veteranos do Atlético de Sobrarbe morreu em Aínsa (Huesca) no balneário pouco depois do final de um jogo particular contra uma equipa da primeira divisão regional.

PHIL O’DONNEL
O jogador escocês, que se encontrava já em final de carreira no Motherwhell, desmaiou durante o jogo frente ao Dundee United. O’Donnel, de 35 anos, ainda foi assistido em campo, durante cinco minutos, antes de ser transportado para o Hospital Wishaw, mas não resistiu. A autópsia veio a revelar uma falha cardíaca no ventrículo esquerdo.

2010

OSCAR URIEL CALLEJO
O jogador com 36 anos morreu quando disputava um jogo de futebol em Sotillo de La Ribera, correspondente ao Trofeu Diputacion de Burgos.

GUIDO CANTERO
O futebolista paraguaio de 19 anos morreu durante um treino da sua equipa, General Caballero, da segunda divisão paraguaia de futebol, num campo nos arredores de Assunção.

2011

BOBSAM ELEJIKO
O internacional nigeriano, que tinha dupla nacionalidade belga, caiu inanimado num jogo entre a sua equipa o Merksem SC contra o Antuérpia, a contar para o campeoanto belga de futebol. Ainda foram realizadas manobras de reanimação em campo, mas o jogador, de 30 anos, foi dado como morte ainda no estádio. A autópsia apontou como causa da morte o rompimento da aorta.

2012

PIERMARIO MOROSINI
O médio italiano do Livorno, de 25 anos, morreu no hospital para onde foi transferido depois de ter sofrido uma paragem cardíaca em pleno jogo da Serie B italiana de futebol. Morosini faleceu pouco depois de ter dado entrada na unidade hospitalar, para onde havia sido transportado de ambulância.


PÚBLICO

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.