Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

Consequências do multiculturalismo "selvagem" em França

por A-24, em 17.12.12

Segundo o Bare Naked Islam, o movimento anti-islâmico está-se a propagar como fogo em França. Actos anti-islâmicos aumentaram 42% em relação aos dez primeiros meses de 2012, segundo um relatório do Observatoire contre l'ismalophobie (Observatório contra a islamofobia). Cemitérios e locais de culto islâmicos (mesquitas) têm sido atacados com cabeças de porco ou excrementos, para além de e-mails ameaçadores ou tentativas de colocação de fogo. Segundo Mohamed Moussaoui, presidente do Conselho Francês do Culto Islâmico (CFCM), "pela primeira vez, as pessoas estão a cantar abertamente slogans anti-islâmicos". Histéricos, os muçulmanos do país da União Europeia com a maior população islâmica apelaram para que François Hollande faça alguma coisa em relação à crescente islamofobia, mas o presidente socialista de França até agora nada fez, mantendo o silêncio quanto a isso. De acordo com o director do CFCM, Franck Frégosi, "aquilo que tem sido uma atitude da extrema-direita tende a alastrar-se como fogo".

N.P. E a elite europeia continua a assistir com aparente indiferença ao crescimento dos movimentos de ódio um pouco por toda a Europa pois sabe que é responsável que os tem estimulado ao longo das últimas décadas, por todos os mecanismos que sabemos com o objectivo que todos nós também sabemos, aumentar a sua clientela eleitoral. Até quando será isso um voto garantido?