Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

Cinema: As Serviçais (2011)

por A-24, em 30.11.11

Depois do cinema - As Serviçais é a adaptação ao cinema do livro com o mesmo nome escrito por Kathryn Stockett em 2009. Rapidamente adianto que é um filme melodramático que carrega consigo uma verdadeira montanha-russa de emoções; Tanto nos faz rir, como depressa nos causa tristeza.Tem de tudo mesmo. Ao pretender retratar o preconceito, e as tentativas de mudança de mentalidade das sociedades, é um filme verdadeiro e emocionante, sendo um forte candidato aos Óscares.
Sinopse (PUBLICO): Skeeter (Emma Stone) decide seguir o seu sonho em se tornar escritora. Quando, de regresso à sua cidade, se apercebe da súbita ausência de Constantine (Cicely Tyson), a governanta negra que a criou, pede ajuda a Aibileen (Viola Davis) e a Minny (Octavia Spencer), ambas governantas e amigas de Constantine. É desta maneira que, quase por acaso, nasce entre as três uma cumplicidade que resultará num projecto absolutamente inédito e que irá abalar, para sempre, aquela sociedade minada de preconceitos: um livro onde são contadas, na primeira pessoa, as histórias de mulheres que, apesar de criarem as crianças das famílias brancas como se fossem suas, são ostracizadas devido à cor da sua pele.
Devido à sua duração, o filme acaba por ter diversas sub-histórias, mas devo desde já salientar a magnífica realização por parte de Tate Taylor, que conseguiu interligar as diferentes histórias de maneira bastante inteligente. Nenhum momento ou personagem são esquecidos, está de facto uma adaptação muito boa, pois o argumento apresenta-se sólido e consistente. É um filme bastante duro e realista, que aborda a cruel realidade em que a população de raça negra dos estados sulistas da América do Norte vivia.
É um filme que surpreende a nível de prestações, especialmente por parte de Jessica Chatstain, Emma Stone e Octavia Spencer. Todas elas transmitem as suas emoções no expoente máximo, e será quase que impossível não se estabelecer uma ligação emocional entre o espectador e estas personagens. Muito devido ao facto de cada personagem ser bastante diferente, o que torna possível assumirmos diversas posições. É, de facto, raro que um filme tenha tantas personagens tão bem desenvolvidas, enfim, é verdadeiramente bem actuado. Só um elenco de luxo é que poderá puxar emocionalmente pelo público, e garantidamente é o que acontece neste filme.
Não me vou estender muito mais, mas posso mesmo dizer que é um filme que vale mesmo muito a pena irem ver ao cinema. É deveras apaixonante, que prende a atenção do espectador de início ao fim, e conta com um elenco soberbo que torna o filme muito humano. Recomendadíssimo!