Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

Boom mortal

por A-24, em 07.08.12
Num festival musical e "artístico" com pouca publicidade, onde cerca de 80% dos participantes são estrangeiros e toda a droga circula livremente (só no festival de 2010 um indivíduo foi detido com 15 mil doses de heroína), fica mais um registo de duas vítimas a juntar a tantas as outras que de dois em dois anos encontram a morte em Idanha-a-Nova.

Duas pessoas morreram junto à praia fluvial de Benquerença, em Penamacor, durante o After-Boom, festa que acontece após o festival Boom, em Idanha-a-Nova. As vítimas são um alemão de 47 anos, que se afogou no fim de tarde de segunda-feira, e uma francesa de 47 anos que teve uma crise de insuficiência cardíaca na madrugada desta terça-feira. 

“Um homem deu entrada no Centro Hospitalar Cova da Beira às 19.55h de segunda-feira e uma senhora às 4.37h de terça-feira, vindos do festival. Ambos já sem vida” confirmou Daniela Marques, do Centro Hospitalar Cova da Beira, na Covilhã.
O homem de nacionalidade alemã foi encontrado a flutuar na água, em paragem cardíaca, no final de tarde de segunda-feira. “Ele pode ter saltado para a água e ter colidido com alguma rocha, pois tinha uma lesão na cabeça, mas ainda não é certo”, declarou Luís Raimundo, director clínico da Luramed, empresa responsável por garantir cuidados de saúde no festival. Ele foi encaminhado para o hospital, mas não resistiu.
A outra vítima, uma francesa, apareceu na madrugada desta terça-feira na tenda médica a pedir ajuda. “Estava com baixos níveis de oxigénio e não tinha andado a tomar a sua medicação para o coração”, declarou Luís Raimundo. “Foram efectuadas as medidas de socorro, mas a senhora também não resistiu até ao Hospital”, acrescentou (...)
A organização do festival já lançou um comunicado para a imprensa onde "lamenta profundamente a perda destas vidas, apresentando as condolências à família e amigos."
O After-Boom, cujo nome verdadeiro é Utopia, é um evento, com limitação para apenas 3000 participantes, dedicado à arte, que decorreu entre 5 e 7 de Agosto. Durante estes dias, os Boomers "resistentes" iriam procurar momentos de boa disposição e relaxamento.  Publico