Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A-24

A qualidade de vida que adormeceu uma cidade

por A-24, em 10.09.13
André Abrantes Amaral

No International Herald Tribune de 10/11 de Agosto, Anand Giridharadas escreveu um artigo sobre a mudança de identidade de Nova Iorque. Este jornalista chama a atenção que a melhoria da qualidade de vida naquela cidade, que se tem sentido desde meados da década de 80, podem fazê-la perder a identidade de um local aberto a todos, principalmente aos que queriam mudar de vida e que, para isso, se esforçando, aceitavam condições de vida que não seriam as ideais, mas as necessárias para alcançarem os seus objectivos.


Uma cidade perfeita, ou a caminho de isso, é demasiado cara para quem apenas esteja de passagem. Nova Iorque está a tornar-se apetecível aos que, estando bem instalados na vida, procuram sossego. Isto na cidade que nunca dorma. Ou dormia. A NY pronta para receber tudos e todos, onde qualquer um encontrava o seu buraco (e emprego) é hoje o sítio seguro e confortável para quem chegou ao topo. Enquanto os preços das casas sobem e o município regulamenta a vida na cidade para a fazer mais apetecível, o espaço para os que estão no princípio da caminhada terá de ser encontrado noutro lugar.
Nenhum sítio é eterno.